O País – A verdade como notícia

Arrancou hoje toma da segunda dose da vacina contra COVID-19 em Moçambique

Arrancou esta segunda-feira a toma da segunda dose da vacina contra COVID-19. Tal como na primeira dose, o Ministro da Saúde foi o primeiro a tomar a segunda porção do imunizante produzido pela Sinopharm e que tem um elevado nível de eficácia face ao Coronavírus.

Depois de ser vacinado, Armindo Tiago realçou a importância da imunização. “A segunda dose da vacina completa a imunidade pretendida. Recomendo aos demais colegas a abraçarem o processo”, disse o governante.

E, por falar em recomendações, elas nem sempre foram seguidas neste processo de vacinação contra COVID-19. Prova disso é que dezenas de profissionais de saúde recusaram-se a tomar a primeira dose.

Armindo Tiago reconhece, entretanto, diz que estão todos arrependidos. “Todos eles mudaram de ideia, mas já não podem ser atendidos agora, devem esperar a próxima vaga. Mas, é importante deixar claro que não foram só profissionais de saúde que se recusaram a tomar a vacina, também houve pessoas de outros grupos”, explicou.

O processo de administração da segunda dose da vacina anti COVID-19 ocorre depois de 21 dias após a toma da primeira, como manda o protocolo internacional.

Para além dos profissionais da saúde, a toma da segunda dose da vacina anti-COVID está aberta para os demais grupos de risco, como o dos idosos.

Para a fase seguinte, espera-se a chegada de 1.7 milhão de vacinas, no âmbito da iniciativa COVAX até finais de Maio.

O plano de imunização contra a COVID-19, em Moçambique, termina no próximo ano, com a vacinação dos grupos de menor risco.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos