O País – A verdade como notícia

Aprimorar aspectos físicos para dar espectáculo no ENZ

Os Mambas Legends realizaram, ontem, a terceira sessão de treinos com vista ao embate do próximo dia 11 de Novembro, diante do Barcelona Legends. A sessão contou com todos os jogadores seleccionados e que vivem em Moçambique.

Há dez dias do grande jogo entre as antigas glórias de Moçambique e do Barcelona, os moçambicanos aprimoram os aspectos físicos, de modo a estarem em forma no dia do jogo. Em mais uma sessão de treinos, onde estiveram os mais de 18 jogadores seleccionados e que vivem no país, Riquito e Adino, seleccionadores interinos, priorizaram a componente da resistência física dos jogadores, tendo em conta que os mesmos estão com o peso acima da média. 

Aliás, o treino foi caracterizado por uma peladinha com antigas estrelas do Maxaquene, onde os seleccionadores interinos dividiram a selecção em dois grupos, sendo o primeiro o mais próximo dos jogadores que disputaram o CAN-96, na África do Sul, e que levaram os Mambas ao CAN-98, no Burquina Faso. 

Rui Évora na baliza, Paíto, Tomás, Baúte e João Chissano na defensiva, Jossias, Nelinho, Chiquinho e Sérgio Faife na intermediária, e Tico-Tico e Dário Monteiro na frente do ataque, foram recordando as combinações que fizeram em tempos, embora ao ritmo lento, tendo em conta que a resistência já se esgota. 

Depois de pouco mais de 30 minutos de corrida, foi a vez de outros tantos, nomeadamente Pinto Barros, Mano Mano, Macamo, Dário Khan, Genito, Gonçalves, Danito Cuta, Ali Hassan, entre outros, fazerem-se ao relvado sintéctico para também esticar os músculos e testar a sua condição física.

Mas o mais importante é a emoção e alegria que é caracterizada nestas sessões de treinos e evidenciada pelos jogadores, que se mostram confiantes que até ao dia do jogo estarão em boa condição física e com os aspectos tácticos e técnicos alinhavados, tendo como objectivo principal proporcionar um excelente espectáculo de futebol aos amantes do desporto rei.

Jogo vai trazer prestígio ao país
Para o seleccionador nacional interino, Henriques Tembe, mais conhecido por Riquito, este jogo entre as antigas glórias dos Mambas e do Barcelona vai trazer prestígio ao país, tendo em conta que muitas pessoas de fora poderão ficar interessados em ver in loco as suas referências futebolísticas. “Com este intercâmbio, penso que podemos ganhar prestígio, pois está a ser publicitado e nos países vizinhos, bem como nos mais distantes, já sabem que se vai realizar este jogo entre os Mambas Legends e o Barcelona Legends e vão se interessar em saber mais de nós. Portanto, penso que vai ser prestigiante para nós os moçambicanos”, assegura Riquito.

Embora reconheça que a condição física dos jogadores nacionais está furos abaixo do seu adversário, o Barcelona, Riquito apela a presença dos moçambicanos no Estádio Nacional do Zimpeto, não só para prestar seu apoio, mas também para “terem a oportunidade de recordar o que viram em tempos com os jogadores nacionais, que somos nós, e aqueles que foram seus ídolos vendo-os pela televisão e que agora poderão vê-los ao vivo”. Riquito considera que será uma honra poder fazer parte deste jogo, uma vez que “também nós os jogadores teremos a oportunidade de ver as estrelas que sempre admiramos pela televisão, mas agora os veremos directamente”.

Para já, os treinos decorrem no campo do Costa do Sol, num relvado sintéctico e com iluminação deficiente.

Riquito diz que é o único campo disponível a esta altura, mas espera que nas vésperas do jogo possam treinar no Estádio Nacional do Zimpeto, também como forma de se adaptarem ao relvado natural. “Há uma diferença entre o relvado sintéctico e natural, mas este é o que nós dispomos para realizar os nossos trabalhos. Mas penso que para semana já vamos poder trabalhar no Zimpeto” referiu Riquito, a terminar.

Vai ser um privilégio
O antigo internacional moçambicano, Chiquinho Conde, garante sua participação no jogo entre os Mambas Legends e o Barcelona Legends. Conde diz tratar-se de uma boa iniciativa e considera que os moçambicanos não estão preparados para o jogo.

Chiquinho Conde faz parte das antigas glórias dos Mambas que a 11 de Novembro vão defrontar as antigas estrelas do Barcelona da Espanha, no Estádio Nacional do Zimpeto.

O antigo internacional moçambicano, que participou em 3 Campeonatos Africanos das Nações (1986 – Egipto, 1996 – África do Sul e 1998 – Burquina Faso), garantiu a sua participação no jogo e diz ser um privilégio juntar-se aos colegas que fizeram história ao serviço da selecção nacional “pese embora alguns colegas não estejam em condições de participar”, pelo menos fisicamente.

O agora treinador da União Desportiva de Songo diz ser um bom intercâmbio que se está a criar com a equipa da Catalunha, tendo em conta o nível de futebol dos dois países. “É um intercâmbio de salutar, afinal estamos a falar de uma marca que é o Barcelona. Mas estamos em culturas completamente diferentes, já que os jogadores àquele nível continuam a sua actividade e nós não temos essa cultura. Infelizmente, as lendas moçambicanas estão em condições precárias”, considera o antigo capitão dos Mambas.

Mas há algo que Chiquinho Conde não deixa de lado: a condição física de algumas lendas moçambicanas. “É pena estarmos a começar logo com as estrelas do Barcelona, o que não vai ser fácil. Enquanto o Barcelona virá com 15 ou 18 jogadores, nós temos de ter no nosso grupo uns 30, no mínimo, já que alguns só vão jogar 5 a 10 minutos”, termina Chiquinho Conde com risos.

No treino desta terça-feira, no Campo do Costa do Sol, Chiquinho Conde marcou um golo de livre aos antigos jogadores do Maxaquene.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos