O País – A verdade como notícia

Apreendidas 11 pontas de marfim em Tete

Foto: O País

O Serviço Nacional de Investigação Criminal apreendeu onze pontas de marfim numa residência bairro Chingodzi, na Cidade de Tete. O produto estava prestes a ser vendido e duas pessoas encontram-se detidas em conexão com o caso.

O marfim, transportado num saco, pesa cerca de quarenta e sete quilogramas e seria vendido a mil meticais por cada quilo, segundo os suspeitos, já a contas com as autoridades.

O grupo nega o seu envolvimento no crime e alega que apenas intermediou a venda.

Por seu turno, a porta-voz do Serviço Nacional de Investigação Criminal em Tete, Celina Roque, explicou que para prender o grupo, os seus colegas fizeram-se passar por compradores.

Há dias, a Polícia apreendeu também 50 pontas de marfim também numa residência no distrito de Boane, província de Maputo. A proveniência do produto é desconhecida, mas calcula-se que podem ter sido abatidos pelo menos 25 elefantes de diferentes. O crime ainda não está esclarecido.

Casos desta natureza são vários no país e alguns nem chegam ao conhecimento das autoridades, ao mesmo que a caça furtiva ainda é uma ameaça à vida selvagem.

O abate sem licença de qualquer espécie protegida ou proibida da fauna e flora é punido com pena que varia de 12 a 16 anos de prisão.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos