O País – A verdade como notícia

Antigo ministro brasileiro destaca papel do Estado na transformação da agricultura familiar

O antigo Ministro brasileiro da Agricultura, Roberto Rodrigues, levou à Segunda Edição da Mozgrow, as experiências do seu país, na transformação da produção familiar. Um dos exemplos que destacou é a introdução de uma política específica para este sector.

“Nós obtivemos esse grande crescimento por três razões internas e uma externa. A externa foi o crescimento do mercado, sobretudo nos países emergentes, como os países asiáticos todos, liderados pela China, o continente africano, Médio Oriente e países árabes, assim como os países desenvolvidos, como os Estados Unidos da América e União Europeia, assim, o crescimento da demanda foi factor determinante para a nossa condição de aumentar a produção” explicou sobre a causa externa.

Sobre os factores internos, o ex-ministro apontou “a tecnologia, a disponibilidade de terra e e a capacidade técnica da juventude de estar no campo” explicou.

O sector familiar contribui com uma considerável quota naquilo que é o desenvolvimento agrário brasileiro. Segundo o antigo governante, trata-se de um passo que atingiu, graças a políticas concretas para este segmento.

“A política para o sector familiar foi muito importante em relação ao crédito e recebeu bem mais subsídios do que o sector não familiar e isso fez com que a renda crescesse nesse segmento” disse.

Por outro lado, Rodrigues destaca a importância do subsídio e do seguro agrário, como fundamentais para dar sustentabilidade aos pequenos produtores.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos