O País – A verdade como notícia

Angola passa a cobrar por testes da COVID-19 por iniciativa própria

O Governo angolano vai criar dois regimes de testagem a partir de sexta-feira, consoante sejam realizados por iniciativa própria, que passam a ser comparticipados, ou por iniciativa das autoridades de saúde, que continuam gratuitos.

O anúncio foi feito esta quarta-feira pelo ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, que apresentou as novas regras da situação de calamidade que vão vigorar a partir de sexta-feira e até 07 de Novembro.

“Os testes por iniciativa própria, que sejam realizados em institutos públicos passam a ser comparticipados”, indicou o governante, acrescentando que os que são realizados por iniciativa das autoridades sanitárias continuam a ser gratuitos, segundo o Notícias ao Minuto.

O novo diploma, que passará a vigorar às 23h59 de 08 de Outubro, contempla também alterações para a força de trabalho, que em Luanda era de 50% e passa a ser de 75%, e clarifica regras para a retoma gradual das aulas presenciais.

As regras consagram o distanciamento físico mínimo de um metro e meio entre alunos e professores, dispensa de atividade letiva presencial para alunos e professores particularmente vulneráveis e o uso de máscaras, refere a fonte que temos vindo a citar.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos