O País – A verdade como notícia

“ANA” mata duas pessoas, fere 66 e causa inundações no centro e norte do país

Há dois óbitos, 66 feridos e mais de 3.800 pessoas afectadas pela Tempestade Tropical ANA. As províncias mais arrasadas são Zambézia e Nampula, onde há registo de 16 salas de aula destruídas, mais de 660 casas deitadas abaixo e uma unidade sanitária que também não escapou à força do vento e das chuvas.

Além de mortos e feridos, várias vias ficaram intransitáveis, na província de Tete, com destaque para a ponte sobre o rio Rovubwe, que separa as cidades de Tete e Moatize. Estes são dados preliminares, o que significa que ANA pode ter feito mais estragos do que se imagina. Há escolas, casas e unidades sanitárias destruídas total e parcialmente.

Paulo Tomás avança que há redução dos ventos fortes que foram até aos 130 quilómetros por hora, mas há ainda riscos de outros impactos com a continuidade das chuvas.

O Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres aponta, no geral, as províncias de Zambézia, Nampula, Tete, Niassa, Sofala e Manica como as que sofreram impacto da Tempestade Ana. 16 Postes de energia caíram com a força do vento, deixando famílias às escuras. Há dois centros de trânsito instalados em Lugela, Zambézia, para acomodar pessoas que perdem suas casas ou que tenham ficado inundadas. Do Plano de Contingência, as autoridades tinham cerca de 3.3 mil milhões de meticais e o INGD diz que o valor está a ser suficiente para lidar com o impacto da tempestade.

1

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos