O País – A verdade como notícia

Amnistia Internacional denuncia tortura nos protestos em Hong Kong

A Amnistia Internacional (AI) divulgou um relatório a denunciar os abusos cometidos pelas forças policiais durante os manifestantes dos protestos pró-democracia em Hong Kong.

Para fazer o relatório a Organização Não Governamental de defesa dos direitos humanos entrevistou 21 detidos, advogados e profissionais de saúde.

"Quase todos os entrevistados descreveram ter sido espancados com cassetetes durante a detenção, mesmo que não representassem uma ameaça", sendo que "85% dos entrevistados foram hospitalizados como resultado da agressão e três passaram pelo menos cinco dias no hospital", afirmou a AI.

A ação da polícia de Hong Kong para controlar os manifestantes na rua "tem sido transmitida em direto para o mundo ver", mas "muito menos visível tem sido a abundância de abusos da polícia contra manifestantes detidos", afirmou Bequelin.

A AI "pede uma investigação independente e imparcial que resulte em acusações, justiça e reparação, uma vez que existe pouca confiança nos mecanismos internos existentes".

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos