O País – A verdade como notícia

“Alvi-negros” afastados das meias-finais na Taça de Moçambique

Já foram encontrados os semi-finalistas da Taça de Moçambique, a segunda maior competição futebolística do país, após a disputa dos jogos da segunda mão dos quartos-de-final. A maior surpresa veio da cidade da Beira, onde a Liga Desportiva de Sofala eliminou o colosso Desportivo Maputo, com vitória por 3-0.

Depois da vitória na primeira mão, em Maputo, por 2-0, num jogo em que Artur Semedo disse que serviu de treino para o que iria fazer na Manga, sábado os sofalenses foram mais atrevidos e colocaram em sentido a grandeza "alvi-negra", revirando o resultado no agregado, com golos de Burramo, na primeira parte, Muhate, na segunda parte, e Ilídio, no prolongamento.

Mais do que ter sido a grande surpresa, este resultado coloca a Liga Desportiva de Sofala nas meias-finais da Taça de Moçambique pela primeira vez na sua história, devendo defrontar na última eliminatória de acesso à final da prova, a União Desportiva de Songo.

Já foram encontrados os semi-finalistas da Taça de Moçambique, a segunda maior competição futebolística do país, após a disputa dos jogos da segunda mão dos quartos-de-final. A maior surpresa veio da cidade da Beira, onde a Liga Desportiva de Sofala eliminou o colosso Desportivo Maputo, com vitória por 3-0.

Depois da vitória na primeira mão, em Maputo, por 2-0, num jogo em que Artur Semedo disse que serviu de treino para o que iria fazer na Manga, sábado os sofalenses foram mais atrevidos e colocaram em sentido a grandeza "alvi-negra", revirando o resultado no agregado, com golos de Burramo, na primeira parte, Muhate, na segunda parte, e Ilídio, no prolongamento.

Mais do que ter sido a grande surpresa, este resultado coloca a Liga Desportiva de Sofala nas meias-finais da Taça de Moçambique pela primeira vez na sua história, devendo defrontar na última eliminatória de acesso à final da prova, a União Desportiva de Songo.

 

Em Songo houve goleada

 Não teve contestação a União Desportiva de Songo no embate diante do Ferroviário de Nacala. Ontem, domingo, os "hidroeléctricos" de Songo receberam, venceram e convenceram o Ferroviário de Nacala, por quatro bolas sem resposta, dando, também, a volta ao resultado negativo que trazia da primeira mão.

Infren, aos 28 minutos, num golpe de cabeça, Luís Miquissone, na marcação de uma grande penalidade, após falta dentro da área de rigor dos "locomotivas", mais um golo de Luís Miquissone, num lance em que o guarda-redes Dalas esteve mal ao tentar a finta e acabou sendo substituído. Já perto do final do jogo foi Telinho, que entrou nos instantes finais, a visar e a garantir a goleada da qualificação às meias-finais, naquela que será a eliminatória aparentemente fácil para os bi-campeões nacionais.

 

Chibuto tentou a reviravolta mas faltou um para o empate

No "trincheira" do Chibuto a equipa local procurou, de todas formas, anular os 4-0 com que tinha perdido na primeira mão, diante do Textáfrica do Chimoio, mas ficou-se pelo caminho. Facto é que ainda saiu com a vitória por 3-0, mas insuficiente para passar a eliminatória. Ricardo abriu o marcador e Heldinho apontou outros dois, e o Chibuto ainda contou com uma ajudinha do árbitro do encontro, que anulou o golo dos "fabris", assinalando um fora-de-jogo inexistente.

Assim, a eliminatória ficou-se em 4-3 para a turma do Textáfrica do Chimoio, que assim passa às meias-finais, onde vai defrontar o Ferroviário de Maputo.

 

"Locomotivas" sofreram a bem sofrer

No jogo que estava mais equilibrado depois da primeira mão, em virtude do nulo que se verificou, o Ferroviário de Maputo acabou saíndo sorridente da eliminatória, com vitória por 2-1. Uma vitória sofrida dos "locomotivas" de Maputo, que quase terminavam descarrilados, perante uma equipa que jogou largos minutos do jogo com menos uma unidade.

O Ferroviário de Maputo chegou primeiro ao golo já aos 48 minutos, por intermédio de Alain, mas viu a Black Bulls chegar ao empate aos 75 minutos, por Passe. Quando todos pensavam que seria a equipa da Black Bulls a passar às meias-finais, eis que Danny, aos 88 minutos, coloca sorriso nos adeptos já prontos para "mandar vir" com a equipa técnica.

Dois jogos que vão animar as meias-finais que ditarão os finalistas da segunda maior prova futebolística do país, cujo detentor continua a ser o Costa do Sol.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos