O País – A verdade como notícia

“Alvi-negros” em fogo cruzado com “touros” na Jogabets

Foto: LanceMZ

Em mais um jogo de destaque da Liga Jogabets, o Desportivo Maputo defronta a Black Bulls, para a quarta jornada da Série A. Os Ferroviários de Maputo e das Mahotas medem forças no sábado enquanto os líderes têm jogos acessíveis, com os “tricolores” a terem pela frente o Vulcano e os “canarinhos” a receberem os “polícias”.

É mais um teste de fogo para o Desportivo Maputo nesta primeira competição futebolística de 2022, a Liga Jogabets da cidade de Maputo. E é o terceiro jogo consecutivo difícil para os “alvi-negros”, depois de cruzarem caminho do Maxaquene e Ferroviário de Maputo, ambos perdidos de forma infantil.

Claro está que diante da Black Bulls, campeã nacional, o Desportivo não terá muitos argumentos, tendo em conta a estrutura criada e a sede de vitórias e golos desta formação orientada por Inácio Soares.

É que a Black Bulls é reconhecida por distribuir goleadas nesta competição, tendo já despachado o Matchedje, por 6-1 e o 1º de Maio, por 8-0. Frente ao Desportivo a vitória pode ser certa, faltando saber por quantos números.

Entretanto, importa salientar que uma derrota do Desportivo neste partida pode significar o adeus dos “alvi-negros” à fase seguinte, uma vez que somente as primeiras quatro equipas é que transitam e o Maxaquene, Ferroviário de Maputo e Black Bulls têm a sua passagem quase que garantida, estando em luta o quarto lugar, onde o Vulcano, Matchedje, Desportivo e Ferroviário das Mahotas estão na espreita.

No mesmo dia, domingo, e mesmo campo, Matchiki Tchiki, mas para a Série B, o líder, Costa do Sol, tem um jogo para consolidar a sua liderança e garantir de uma vez por todas a passagem aos quartos-de-final, quando defrontar as Águias Especiais de Maputo.

Os “canarinhos” são claros favoritos para ultrapassar os “políciais” neste jogo, aproveitando o pé quente de Telinho, que continua a se mostrar valioso para Artur Semedo, que estava prestes a dispensar o jogador.

Os dois jogos de domingo têm claros favoritos, nomeadamente Black Bulls e Costa do Sol, perante adversários que não irão, certamente, criar muitos alaridos e nem dificuldades para chegarem aos três pontos.

 

SEIS JOGOS EM QUATRO CAMPOS NO SÁBADO

Entretanto, a jornada quatro da Liga Jogabets arranca sábado com seis jogos a serem disputados em quatro campos da capital do país.

No Estádio da Machava joga-se pela Série A, com o líder Maxaquene a defrontar o Vulcano no primeiro jogo do dia, antes do embate entre os Ferroviários de Maputo e das Mahotas.

Tanto os “tricolores” como os “locomotivas” da capital são claros favoritos a saírem com os três pontos. O Maxaquene vem de três vitórias consecutivas e não vai queres quebrar este ciclo vitorioso, até porque a crise instalada entre a direcção e a FIFA ainda não afecta os jogadores. E este jogo pode significar o ressurgir dos “maxacas” na esteira do futebol moçambicano.

Já o Ferroviário de Maputo, que a par do Maxaquene e da Black Bulls, pela Série A, e o Costa do Sol, pela Série B, ainda não perdeu nesta competição, mede forças com o homónimo das Mahotas. Uma equipa frágil para a formação que actua no Moçambola, que só supera o 1º de Maio, tanto na classificação como dentro das quatro linhas.

Uma vitória certa para o Ferroviário de Maputo que está mais próximo de assegurar presença nos quartos-de-final da Liga Jogabets.

Já no campo do Matchedje, os donos da casa, quinto com três pontos, defrontam os “trabalhadores” do 1º de Maio, lanternas vermelhas da Série A, sem nenhum ponto. Aparentemente um jogo equilibrado entre equipas do mesmo escalão, mas com possibilidades de vitória para o Matchedje, que depois de impor uma goleada ao Ferroviário das Mahotas, sofreu uma goleada também, mas não desfalace. Os “militares” ainda sonham com a passagem aos quartos-de-final, e para tal precisam de vencer para continuar vivos na luta. O mesmo não se pode dizer do 1º de Maio, que precisa somar os primeiros pontos e, por isso, pode dar alguma luta na partida.

Ainda no campo dos “militares”, a Liga Desportiva de Maputo, que recuperou a sua devida posição depois da derrota na primeira jornada, terá pela frente o Nacional, com todas as possibilidades de sair com os três pontos.

Galvanizada pela vitória na jornada passada diante da Académica, a turma orientada por Dário Monteiro tem a possibilidade de somar mais três pontos e manter-se na perseguição ao Costa do Sol e assegurar um lugar nos quartos-de-final.

 

LUTA PELA QUALIFICAÇÃO E PELA FUGA À ÚLTIMA POSIÇÃO NA SÉRIE B

Já no Complexo Desportivo de Tchumene, campo da Black Bulls, a Académica e o Racing têm a possibilidade de experimentar o melhor relvado do país, quando se defrontarem. É o embate entre duas equipas da cauda da Série B, com a Académica a ocupar a penúltima posição, com apenas um ponto, enquanto o Racing ainda não somou pontos.

Claro está que o jogo será equilibrado e com um vencedor imprevisível, sendo certo que quem vencer ganha fôlego na luta pela fuga à posição de lanterna vermelha.

O Racing pode estar em melhores condições de somar os primeiros pontos diante dos “estudantes” que procuram não reprovar neste teste de sábado.

Finalmente no campo do Mahafil, outro relvado bem tratado ao nível do país, os donos da casa e o Estrela Vermelha medem forças à procura de garantir um lugar nos quartos-de-final da prova da capital do país.

Trata-se de um embate, também, com resultado final imprevisível, tendo em conta que ambas somam cinco pontos e procuram um lugar ao sol.

É sem dúvidas uma jornada que pode trazer mexidas na tabela classificativa, depois do fim dos jogos, com claros favoritos a terem possibilidades de garantir, quanto cedo, o seu lugar na próxima fase da competição.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos