O País – A verdade como notícia

Alfândegas apreenderam mais de oito toneladas de caranguejo em Nampula

As Alfândegas de Moçambique, na cidade de Nampula, apreenderam mais de oito toneladas de caranguejo, 21 mil peças de capulanas, bebibas e uma substância usada para produzir droga proibida.

Um avião com destino a Nairobi, Quénia, registou um largo atraso na sexta-feira, porque as Alfândegas abortaram uma tentativa de exportação de oito mil e seiscentos quilos de caranguejo vivo. O proprietário da mercadoria não apresentou a declaração de compromisso bancário, um documento exigido pelas autoridades nacionais como garantia de que para a exportação o país, através do Banco de Moçambique, vai receber uma transferência em dólares da parte do comprador – um procedimento para a captação de divisas, explicou Clayton Johnan, delegado da Autoridade Tributária em Nampula.

Só de transporte aéreo, seria pago o equivalente a quatro milhões de meticais. A empresa que estava para exportar o produto para China disse que foi vítima da morosidade do banco, segundo Ken Feng, “Forever winner”.
Outro produto que foi apreendido na secção de carga do Aeroporto Internacional de Nampula é uma droga proibida que veio de Nairobi, cujo destinatário era Nampula.

Por outro lado, foram apreendidas 21 mil peças de capulanas que entraram no país sem o pagamento das taxas aduaneiras, o mesmo aconteceu com bebidas alcoólicas que já estavam num dos supermercados renomados da praça.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos