O País – A verdade como notícia

Akil segura “touros” pelos cornos

O Ferroviário da Beira está a dois pontos da Associação Black Bulls, após vencer, este domingo, o seu homónimo de Nampula, por esclarecedores 3-0, em partida pontuável para a 18ª jornada do Moçambola.

Os deuses continuam a “conspirar” a favor do Ferroviário da Beira, que, nos últimos quatro jogos, não sentiu o sabor amargo da derrota, sendo que soma quatro vitórias consecutivas. Curiosamente, das quatro vitórias, três foram com o mesmo resultado (1-0). A última vez em que os treinados de Akil Marcelino perderam foi na 14.ª jornada, diante do Costa do Sol, por descomunais 0-4.

Na presente ronda, o Ferroviário da Beira fez jus ao bom momento de forma que atravessa, ao receber e vencer o seu homónimo de Nampula, conjunto que não tem conseguido, a um bom par de jornadas, alcançar resultados positivos, situação que já está a criar uma pilha de nervos no seio da massa associativa.

Com este resultado, os “locomotivas” do Chiveve passam a somar 39 pontos, na segunda posição. Na próxima jornada, os pupilos de Akil Marcelino deslocam-se a Vilankulo para defrontar a Associação Desportiva local. No jogo mais aguardado da jornada, a Associação Black Bulls consentiu um empate a uma bola frente à União Desportiva de Songo, numa partida em que os visitantes entraram a ganhar, tendo os “touros” marcado o tento de empate nos minutos de compensação. Nas últimas três jornadas, a ABB venceu um jogo e obteve dois empates.

Por seu turno, a União Desportiva de Songo (UDS) fez as pazes com os seus aficionados adeptos, depois de, na jornada passada, ter perdido em casa diante do Ferroviário de Nacala, por 1-2. Na 19.ª jornada, a Associação Black Bulls irá medir forças com o Desportivo Maputo, enquanto os “hidroeléctricos” irão receber o Textáfrica de Chimoio.

Na abertura da ronda, sexta-feira, a Liga Desportiva de Maputo infligiu a segunda derrota caseira ao Incomáti de Xinavane, por 2-1, agudizando, desta forma, a crise de resultados nos “açucareiros”. Fruto dessa vitória, os treinados de Dário Monteiro ocupam a nona posição, com 24 pontos.

Na ronda que se segue, a Liga Desportiva de Maputo terá pela frente o Ferroviário de Nacala, partida em que se espera venha ser electrizante dado que os dois conjuntos vêm de resultados animadores. Por seu turno, o Incomáti de Xinavane terá uma deslocação difícil a Nampula, para defrontar o Ferroviário local, numa partida, diga-se, de aflitos. É que as coisas não têm corrido de feição para as duas equipas, ainda que o sinal vermelho recaia mais sobre os “açucareiros”.

MUCHANGA CONTINUA MANDÃO

Ainda na abertura da ronda, o Ferroviário de Lichinga voltou a provar, como tem sido apanágio, que, no Planalto dos Matakas, ele é que manda, ao receber e vencer a Associação Desportiva de Vilankulo, por 2-1, resultado que permitiu que se mantivesse na terceira posição, desta feita, com 34 pontos. E mais: com este resultado, os “locomotivas” de Lichinga conservaram o estatuto de equipa sensação do Moçambola. Na 19ª jornada, a turma de Antoninho Muchanga desloca-se ao terreno do aflito Matchedje de Mocuba, num jogo em que o favoritismo vai, sem dúvida, para os “locomotivas” de Lichinga. Já a Associação Desportiva de Vilankulo terá pela frente o endiabrado Ferroviário da Beira, que, certamente, fará de tudo para vencer, de modo a assaltar a liderança do certame. Isto em caso de derrota ou mesmo empate da Associação Black Bulls.

À semelhança do Ferroviário da Beira, o de Nacala protagonizou, na presente ronda, o resultado mais volumoso da jornada, ao receber e vencer, de forma categórica e com muito charme, o Desportivo Maputo, por 3-0. Os “locomotivas” de Nacala ocupam a sétima posição, com 24 pontos. Na próxima jornada, o Ferroviário de Nacala tem uma deslocação difícil ao terreno da Liga Desportiva de Maputo.

Após três empates consecutivos, o Costa do Sol reencontrou-se com as vitórias. Na presente jornada, os “canarinhos” venceram à tangente o Macthedje de Mocuba, por 1-0, ocupando, por isso, a sexta posição, com 26 pontos. Na 19.ª jornada, o Costa do Sol irá defrontar, no Estádio da Machava, o Ferroviário de Maputo.

Ainda no fecho da jornada 19, o Textáfrica voltou a vergar, desta vez diante do Ferroviário de Maputo, ao permitir uma derrota caseira, por 1-2. Dado curioso é que, desde que assumiu o comando técnico dos “fabris” do Planalto, Sérgio Faife Matsolo ainda não venceu uma partida sequer. O Textáfrica continua no fundo da tabela, com “míseros” oito pontos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos