O País – A verdade como notícia

Aires Ali aponta desorganização no MINEDH

Foto: O País

Antigo ministro da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), Aires Ali, diz que houve problemas de planificação no sector para que apenas dois milhões de livros chegassem ao país num universo de 16 planificados.

Para o ano lectivo de 2022, o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano esperava receber pelo menos 16 milhões de livros para distribuição gratuita em todo o país. Porém, à entrada deste mês de Abril, quase no fim do primeiro trimestre, apenas dois milhões tinham sido recebidos.

A justificação para isso foi a mudança de rotas dos navios que trazem os livros ao país, o que teria comprometido o cronograma usado noutras datas. Contudo, Aires Ali, que foi ministro do sector e ocupou a pasta de Primeiro-Ministro por alguns anos, entende que tudo seria ultrapassado com uma melhor preparação.

Aires Ali entende que se deve pensar em tudo a cada ano. “Antes de chegar às escolas, o material deve ser elaborado e há técnicos para isso. Deve-se, portanto, determinar qual é o período dessa elaboração”, depois disso, diz o antigo governante, deve-se definir “como é que se encomenda para que as editoras possam produzir o material”.

Ali sugere uma solução mais profunda do que a melhoria da planificação. Ele diz que se deve começar a pensar na criação de capacidade interna para a produção de livros localmente. Na verdade, há editoras no país, mas o MINEDH diz que mandar fazer cá é caro.

Mais ainda, o antigo governante explica que é preciso que se compreenda que as falhas na planificação podem comprometer muito mais do que a chegada dos livros ao país.

“Moçambique é um país bonito, mas a configuração dificulta a chegada aos vários pontos. Portanto, quando atrasam a chegar, voltamos a deparar-nos com problemas de logística para chegar a esses pontos”, disse Ali.

Para já, o MINEDH disse, na última vez que falou com o jornal “O País”, que tinha informação dos fornecedores de que o material chegaria até o final de Abril corrente.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos