O País – A verdade como notícia

Aí está o maior evento desportivo do planeta

Arrancam, oficialmente, esta sexta-feira, os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 com a realização da cerimónia de abertura do evento no novo Estádio Olímpico. Moçambique faz-se representar, nas olimpíadas, por dez atletas, a maior delegação de sempre desde a estreia em Moscovo, Rússia, em 1980.

A cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos estão associadas a grandes coreografias, imensos adereços e a abundância de dançarinos, actores e luzes. Não será o caso da abertura dos Jogos de Tóquio, esta sexta-feira.

Será uma cerimónia muito mais sóbria. Mesmo assim, com uma bela estética japonesa. Muito japonesa, mas também em sincronia com o sentimento de hoje, a realidade da pandemia da COVID-19. Os discursos de boas vindas, içamento das bandeiras e a parada das nações deverão marcar o momento.

Os líderes de pelo menos 15 países e organizações internacionais confirmaram a sua presença na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que decorrerá na sexta-feira, informou esta quarta-feira o governo japonês.

O número de líderes que estarão presentes na cerimónia de abertura foi bastante reduzido em relação aos 40 líderes que participaram na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, devido à pandemia e às fortes restrições sanitárias impostas pelo Japão.

Até agora, entre os que confirmaram presença no novo estádio olímpico de Tóquio estão o Presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro da Mongólia, Luvsannamsrai Oyun-Erdene, além da primeira-dama dos Estados Unidos, Jill Biden.

 

CONHEÇA A MISSÃO MOÇAMBIQUE A TÓQUIO 2020

Moçambique irá participar nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, com um total de dez atletas em seis modalidades. Esta é a maior delegação de sempre nas olimpíadas de verão, desde a estreia em 1980, em Moscovo, na Rússia. Numa competição sem público, os moçambicanos poderão acompanhar a evolução dos seus compatriotas, ao longo dos 17 dias, nos canais SuperSport da DSTV e Gotv, segundo uma nota enviada e com comentários em português. Os atletas, inspirados em Maria de Lurdes Mutola, única campeã olímpica moçambicana (conquistou a medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos de Sidnei 2000, a 25 de Setembro), prometem lutar para alcançar excelentes resultados no maior evento desportivo do planeta.

DEIZY NHAQUILA: foi a primeira atleta moçambicana a conseguir a qualificação aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, concretamente a 12 de Outubro de 2019, ao conquistar o primeiro lugar no Campeonato Africano de Vela, na classe Laser Radia, decorrido na Argélia. Vai marcar a sua primeira presença em Jogos Olímpicos. Velejadora de 21 anos (nasceu a 30 de Julho de 2000), natural de Maputo, vai disputar a prova da classe de Radial. E pertence ao Clube Marítimo.

DUPLA MARIA MACHAVA E DENISE PARRUQE: A dupla Maria Machava e Denise Parruque, na modalidade de vela Classe 470 Laser Radial, conseguiu o apuramento aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 em Angola, ao conquistar a primeira posição na prova africana. Maria Machava nasceu na cidade de Maputo a 09 de Maio de 2004 e conta, actualmente, com 17 anos de idade. E é atleta do Clube Marítimo.  Denise Parruque, natural de Maputo, tem 18 anos de idade (nasceu a 05 de Fevereiro de 2003) e é atleta do Clube Marítimo de Maputo

RADY GRAMANE: é natural de Maputo e tem 26 anos (nasceu a 11 de Novembro de 1995). Apurou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, em Fevereiro de 2020, em Dakar, no Senegal, no Torneio Africano de Qualificação Olímpica Combate na classe dos 75 kg. É pugilista da Academia Lucas Sinóia. Em Março de 2021, conquistou a primeira posição no Campeonato Africano de Boxe da Região III, em preparação da presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

ALCINDA PANGUANA: de 27 anos (nasceu a 27 de Fevereiro de 1994), natural de Maputo, é pugilista do clube Academia Lucas Sinóia. Conquistou o direito de participar nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 em Dakar, no Senegal, no Torneio Africano de Qualificação Olímpica, na categoria dos 69kg. Em Março de 2021, conquistou a primeira posição no Campeonato Africano de Boxe da Região III, em preparação da presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

ALÍCIA MATEUS:  foi a última atleta a integrar a Missão Olímpica de Moçambique na sequência do convite da organização no mecanismo da universalidade dos jogos. Nasceu na cidade de Maputo a 9 de Maio de 2004, tem 17 anos de idade, é especialista nos 50 metros livres (com o seu melhor tempo fixado em 29.42 segundos). É nadadora do Clube Golfinhos de Maputo.

IGOR MOGNE: de 25 anos de idade (nasceu a 01 de Agosto de 1996), natural de Maputo, vai registar a sua segunda presença em Jogos Olímpicos, depois de ter estado em Londres 2012.  É filho de Ana Carolina Araújo, nadadora que integrou a Missão Olímpica de Moçambique aos Jogos de Seul 1988, também na modalidade de natação, mas nos 100 metros costas. É bolseiro olímpico e pertence ao Sporting Clube de Portugal. É especialista nos 400 metros livres (e o seu melhor tempo está fixado em 1.52.48 minuto).

CREVE MACHAVA: O barreirista moçambicano compete nos 400 metros barreiras (com a marca de 49.54 segundos com o seu melhor tempo), é bolsista olímpico e está radicado na Alemanha. Com 25 anos de idade (nasceu a 8 de Fevereiro de 1996), não conseguiu os mínimos de qualificação para a olimpíada, mas beneficiou-se do convite, também designado “Wild Card” (convite) da Solidariedade Olímpica, e será o único na modalidade de atletismo, na qual o país já conquistou uma medalha de ouro, através de Maria de Lurdes Mutola.

KEVIN LOFORTE: judoca da categoria dos 66kg, de 24 anos (nasceu a 27 de Fevereiro de 1997), natural de Maputo, qualificou-se aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, graças à pontuação alcançada na sequência do terceiro lugar no Campeonato Africano de Dakar, que decorreu em 2021, passando a ocupar 67.ª posição mundial com 809 pontos, beneficiando-se da Cota Continental da Federação Internacional de Judo.

JOAQUIM LOBO: O canoísta especialista na classe C1 e C2 na distância de 1000 metros beneficiou-se do critério tripartido, estabelecido pelo Comité Olímpico Internacional (COI) para marcar presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Com 26 anos de idade (nasceu a 06 de Janeiro de 1995), Lobo é natural de Maputo, vai marcar a sua segunda presença numa olimpíada, pois esteve em 2016 nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Desde então, tem participado em várias competições internacionais e ocupou o 3º lugar Copa do Mundo da Hungria – 2020

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos