O País – A verdade como notícia

Agente da Polícia condenado por homicídio em Sofala

O Tribunal Judicial de Dondo condenou, esta sexta-feira, um agente da Polícia da República de Moçambique a uma pena de um ano e dois meses de prisão por se ter provado que, por negligência, matou, com recurso a uma arma de fogo, um menor de 14 anos de idade no ano passado. Entretanto, a pena foi suspensa e substituída por multa de 600 mil meticais.

O agente da polícia baleou mortalmente o adolescente que frequentava a 9ª classe e feriu com gravidade um jovem de 23 anos, num caso que se deu em finais de Julho de 2017, quando pretendia dispersar uma multidão que tentava linchar dois supostos ladrões de motorizadas, no município de Dondo em Sofala.

Nesta sexta-feira, colectivo de juízes do tribunal judicial de Dondo, provou que a atitude do agente da polícia foi negligente, daí que o condenou pelo crime de homicídio involuntário.

As famílias das vítimas, através do seu advogado, admitem a possibilidade de recorrer da sentença.

O agente da polícia e o seu advogado não quiseram prestar declarações à nossa equipa, alegando que estavam a analisar a sentença. 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos