O País – A verdade como notícia

Afro-descendentes impedidos de fugir da Ucrânia

Foto: ACNUR

Vários cidadãos afro-descendentes estão a ser impedidos de aceder aos comboios e outros meios de transportes disponibilizados para retirar as pessoas das zonas afetadas pelos ataques da Rússia à Ucrânia.

Face a situação, o governo da Nigéria reagiu manifestando seu descontentamento com o ocorrido e condenou o facto de os seus cidadãos, e de outros países africanos, terem sido impedidos de deixar a Ucrânia devastada pelo ataque.

De acordo com o Notícias ao Minuto, o presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, disse que havia cerca de 4 mil nigerianos na Ucrânia, a maioria estudantes, e que “todos os que fogem de uma situação de conflito têm o mesmo direito à passagem segura sob a Convenção da ONU, e a cor de seu passaporte ou da sua pele não deve fazer diferença”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos