O País – A verdade como notícia

Aeroportos de Moçambique diz ter perdido 24 milhões de dólares devido à COVID-19

A empresa Aeroportos de Moçambique assumiu, hoje, ter registado, até ao momento, prejuízos em cerca de 24 milhões de dólares, devido aos impactos da pandemia do Coronavírus. A empresa garante estar a trabalhar para receber certificação internacional em saúde, de modo a receber mais voos

COVID-19 e os seus impactos continuam a marcar os diversos sectores e a arrasar as contas em diversas empresas. A empresa Aeroportos de Moçambique (ADM) diz ter registado até Setembro passado cerca de 24 milhões de dólares em prejuízos, devido à pandemia.

Conquanto, apesar de, por um lado, somarem-se prejuízos, por outro cresce a perspectiva da retoma dos voos em larga escala. E para isso, é necessário que os aeroportos estejam preparados e haja condições sanitárias mais adequadas contra o Coronavírus.

“Temos procurado implementar todas medidas que foram anunciadas pela autoridade reguladora da aviação civil, para garantir que tenhamos a certificação como um aeroporto seguro, em termos de contaminação da COVID-19. O processo já começou e esperamos que dentro de um, ou mês e meio, tenhamos essa certificação”, revelou o PCA da ADM.

Nesta fase, para a retoma gradual de voos internacionais, já foram seleccionados alguns países que têm reciprocidade com Moçambique. A título de exemplo estão a Etiópia, África do Sul, Portugal, Qatar e Turquia. “Foram alguns desses países que foram seleccionados para essa fase, e que há um número de frequências que está permitida sendo que, ao longo do processo, vão aumentando o que poderá fazer com que as companhias aéreas possam fazer mais voos por semana, para além dos actuais dois voos”, avançou Chaves.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos