O País – A verdade como notícia

ADIN diz que críticas de Graça Machel não são realísticas

Foto: O País

A ADIN rebate as críticas de Graça Machel e diz que não é sua missão fazer mais do que já faz no terreno em relação à recuperação de Cabo Delgado. Segundo a Agência, as populações continuam a voltar às suas zonas de origem por haver ambiente de paz.

Graça Machel foi a Cabo Delgado e a impressão com que de lá saiu é a de que o apoio que está a ser prestado às vítimas do terrorismo é insuficiente para a magnitude do estrago que viu no terreno

Em reacção, a ADIN entende que a crítica não é direccionada a si, mas a quem desenha o pacote completo de recuperação de Cabo Delgado e assistência às vítimas do terrorismo.

O porta-voz da Agência de Desenvolvimento Integrado do Norte falava, esta sexta-feira, na segunda sessão de balanço das actividades, que foi presidida pelo ministro da Economia e Finanças, Max Tonela.

No total, o número de deslocados ascende a mais de 850 mil pessoas devido ao terrorismo. Em termos de reconstrução dos distritos afectados, a ADIN garante que continua a procurar completar os 300 milhões de dólares que são necessários para o efeito.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos