O País – A verdade como notícia

Acidentes reduziram em 48% entre 2017 e 2021 ao longo do Corredor Nacala

Com vista a reduzir ainda mais os acidentes que ocorrem ao longo do Corredor de Nacala, um grupo de monitores recebeu meios de circulação (bicicletas) para sensibilização das comunidades.

O trabalho dos monitores contribui para a prevenção de acidentes ao longo do Corredor Nacala, tendo reduzido em 48% as ocorrências envolvendo comboios e pessoas das comunidades ao longo da ferrovia, de 2017 a 2021.

Os monitores circulam pelas comunidades atravessadas pela linha férrea e alertam as pessoas sobre a aproximação do comboio e, em alguns casos, retiram as pessoas da linha, devido ao risco que elas correm em estar em locais reservados apenas para a circulação do comboio.

No mês de Janeiro corrente, a Nacala Logistics alocou 30 bicicletas a igual número de monitores sociais, como meios de locomoção para a realização das suas actividades diárias. Com esta alocação, totalizam 60 bicicletas atribuídas aos monitores, desde 2019.

“Por desconhecimento, muitas pessoas desenvolvem actividades perto da linha férrea e põem a sua vida em risco. O nosso trabalho ajuda, precisamente, a prevenir a ocorrência de acidentes com comboio”, disse Manuel da Silva Maqueia, monitor social da comunidade de Mutivaze, província de Nampula.

Existem, no total, 198 monitores que trabalham ao longo de 672 quilómetros de linha férrea do Corredor de Nacala, em Moçambique. Além de formações, como saúde e segurança, relacionamento com as comunidades, os monitores recebem apoio da Nacala Logistics em material de sensibilização das comunidades como folhetos, cartazes com conteúdo educativo, que são distribuídos em reforço ao diálogo que este grupo tem tido com as comunidades.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos