O País – A verdade como notícia

Acidente na Manhiça: MTC exonera responsáveis pela segurança rodoviária

Na sequência do acidente de viação da Manhiça, o Ministério dos Transportes e Comunições exonerou a directora-geral do Instituto Nacional de Transportes Rodoviários e o Director Nacional de Transportes e Segurança. As duas entidades são responsáveis pela garantia da segurança rodoviária.

Fonte próxima ao Ministério avançou ao “O País” que a suspensão de Ana Simões e Cláudio Zunguze, directora-geral do INATRO e Director Nacional de Transportes e Segurança, respectivamente, é uma decisão preliminar no âmbito das investigações sobre o acidente de viação que matou 32 pessoas e feriu mais de duas dezenas, em Maluana, distrito da Manhiça, província de Maputo.

Ana Simões era directora-geral do extinto INATTER desde 2015, quase mesma altura em que foi nomeado Cláudio Zunguze para liderança da Direcção Nacional de Transportes e Segurança.

No âmbito da prevenção de acidentes de viação são competências do INATRO, a coordenação das actividades de circulação, sinalização, fiscalização e segurança rodoviária, bem como inspeccionar e fiscalizar os operadores do ramo dos transportes terrestres, incluindo a aplicação de penalizações aos infractores.

Já a Direcção Nacional de Transportes e Segurança tem como competências, a coordenação e elaboração da políticas sobre segurança dos transportes, bem como participar nas actividades sobre a prevenção e investigação de acidentes e incidentes nos transportes.

Lembre que o Governo decidiu esta terça-feira criar uma comissão de inquérito para investigar as causas da tragédia da Manhiça e propor recomendações para redução dos acidentes de viação.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos