O País – A verdade como notícia

Acidente fere uma pessoa e destrói barracas na cidade de Maputo

Um acidente do tipo despiste e atropelamento fere condutor e destrói barracas na cidade de Maputo. O sinistro ocorreu na madrugada deste domingo e a Polícia aponta excesso de velocidade de fadiga como as causas do acidente. A vítima é motorista do camião causador do acidente e está a receber cuidados médicos no Hospital Geral de Mavalane.

Não sobrou nada do acidente que ocorreu por voltas das duas horas da madrugada deste domingo, no bairro Hulene, na cidade de Maputo.

“O nosso condutor estava a voltar da lixeira de Hulene e deparou-se com esta situação (acidente) que culminou na destruição de barracas. O acidente aconteceu por corte de prioridade”, apontou Feliciano Arão, representante da empresa EnviroServ, proprietária do camião envolvido no acidente.

Nesta situação, de acordo com o representante da empresa, Feliciano Arão, o motorista teve que fazer uma escolha entre a vida humana e os bens materiais, tendo optado pela primeira opção que lhe deixou ferido. “Ele (o motorista) evitou matar muita gente porque vinha numa minubus e puxou o carro para direita. Foi o que o motorista contou”, disse Feliciano Arão, acrescentando que o condutor “recebeu sete pontos (sutura), sofreu a perna direita e um pouco na face, mas está bem de saúde”.

Quando o acidente aconteceu, o dono da residência afectada pelo sinistro “estava num sono profundo” e foi mesmo “graças às barracas” que o pior não aconteceu, ainda assim não deixa de lamentar a destruição das suas barracas e exige sua reposição.

“Eu gostaria que eles viessem repor os danos causados porque, neste momento, nem casa de banho tenho. Então, que eles venham, pelo menos, arranjar a casa de banho para eu e minha família termos aonde recorrer”, clamou Bernardo Pedro, proprietário das infra-estruturas destruídas.

O dono das barracas desmente, ainda, a versão de que o motorista destruiu aquelas propriedades para salvar vidas. “O carro vinha da direcção da Praça dos Combatentes para Magoanine. Não é de se imaginar que ele saiu da faixa à esquerda e veio para cá…não havia nenhum carro naquele momento. Não constitui a verdade”, disse Bernardo Pedro.

Devido aos ferimentos, o condutor do camião foi levado para o Hospital Geral de Mavalane e está, segundo os médicos, estável, aguardando, por uma cirurgia por causa das lesões.

Sem gravar entrevista, o motorista da viatura contou a sua versão dos factos. O condutor esclarece que uma mini bus vinha em sua direcção e sem muitas manobras preferiu sair da pista e embater contra as barracas como forma de evitar um acidente do tipo choque que, para si, seria mais grave ainda e sublinha que não estava em excesso de velocidade.

No entanto, a polícia esteve no terreno e concluiu que a causa do acidente foi excesso de velocidade e fadiga. O trânsito na avenida Julius Nyerere esteve condicionado por algumas horas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos