O País – A verdade como notícia

Acidente de viação mata oito pessoas em Maputo

Oito pessoas morreram e duas ficaram gravemente feridas num acidente ocorrido esta segunda-feira, envolvendo dois autocarros de transporte de passageiros na província de Maputo, na zona da Matola Rio. O hospital provincial e a polícia confirmam a ocorrência.

“Recebemos pacientes vítimas de acidente de viação do tipo embate entre duas viaturas e maior parte deles contraíram ferimentos graves. Neste momento é possível avançar que cinco (05) pacientes encontram-se graves e ainda em observação e outros encontram-se estáveis e sob cuidados médicos”, afirmou Milton Basílio, Chefe do turno do Banco de Socorro.

Milton Basílio diz que ainda não é possível avançar o número exacto dos que deram entrada no hospital porque “a maior parte está sob cuidados médicos”. “Neste momento podemos avançar que acima de 20 deram entrada com ferimentos diversos”.

Segundo a Polícia da República de Moçambique a ultrapassagem irregular está na origem do acidente
“Pelas 05h30 minutos de hoje, no dia 24, na EN2, próximo ao mercado das frutas, aconteceu um acidente envolvendo dois autocarros pesados de passageiros. Tivemos como consequência deste acidente oito óbitos, dois feridos graves, 16 feridos ligeiros e dois danos materiais avultados. Tivemos como consequência do acidente ultrapassagem irregular”.

Testemunha ouvida pelo “O País” conta que o facto teve início com uma disputa entre dois motoristas que saíam de Boane.

“A disputa começou desde a paragem de Boane quando saímos e ao longo da viagem, eles começaram a seguir-se para ver quem passa mais a frente. Quando chegamos no Bloco 2, os dois autocarros que vinham de Boane bloquearam a estrada na perspectiva de fazer ultrapassagens…quase que entrávamos num acidente com um camião. O carro que vinha da cidade para Boane ficou sem espaço para passar tentando sair para fora da estrada para ver se conseguia escapar e acabou sendo embatido com o carro da ETM”, revelou Ivan Chaúque.

Ainda de acordo com a testemunha, um dos autocarros protagonista do acidente meteu-se em fuga.

“Nós do autocarro grande não sofremos muito. A maior parte dos que sofreram são desse carro que vinha da cidade, muitos morreram, o motorista também morreu. Mais de sete pessoas morreram. Mas a culpa é dos dois motoristas, porque tentavam fazer uma disputa desnecessária. Um já estava cheio não custava ceder para o outro, e acabaram nos metendo nesta situação”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos