O País – A verdade como notícia

“A igreja deve saber inserir-se nos novos tempos”, Papa Francisco

Conforme o programa, o Papa Francisco encontrou-se esta tarde com religiosos na Sé Catedral, na cidade de Maputo. Na mensagem dirigida aos crentes, o Sumo Pontífice sublinhou que a igreja, num contexto em permanente mudança, deve saber inserir-se nos novos tempos e cenários, procurando dar resposta às principais preocupações actuais.

Segundo entende o Santo Padre, diante da crise de identidade sacerdotal ora enfrentada, é necessário que os religiosos saiam dos lugares solenes e regressarem aos mais humildes sempre predispostos a servir, porque, frisou o Papa, o sacerdote é o mais pobre dos homens.

Recorrendo à metáfora, o Santo Padre convidou, esta tarde, na Sé Catedral, os religiosos a voltarem para a Nazaré, porque naquela terra importante para os católicos, a terra da Santa Maria, encontra-se o caminho fundamental, que pode permitir os crentes enfrentar a crise identitária. “Não devemos correr atras daquilo que resulta em benefício pessoal”, afirmou o Papa, acrescentando: “o sacerdote não deve ser o primeiro nos benefícios, mas o último”.

O Santo Padre quer que a igreja continue mantendo a capacidade de compaixão, levando em consideração que as histórias do povo não são noticiários. Nisso o Papa quis dizer que é importante os sacerdotes saberem a fundo o que se passa com o povo, para que se possa entender o que lhe ocorre no coração.

Já no fim da sua intervenção na Sé Catedral, Papa Francisco desejou esperança, paz e reconciliação ao país, pedindo que os moçambicanos ajudem-lhe a orar pelo “querido Moçambique”.

Depois do encontro com religiosos na Catedral de Maputo, Papa seguiu para uma visita privada na Casa Mateus 25. 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos