O País – A verdade como notícia

A dois dias das eleições, autoridades adiam eleições na Líbia

Foto: DW

Com eleições presidenciais marcadas para o dia 24 deste mês, a Alta Comissão Nacional Eleitoral (HNEC) da Líbia decidiu adiar o sufrágio do sucessor do então dirigente do país, Muammar Kadhafi, para 24 de Janeiro de 2022.

Para ultrapassar as dificuldades que inviabilizam a realização das eleições, a HNEC, citada pela Lusa, diz que “o Parlamento será responsável por adoptar as medidas necessárias para resolver os obstáculos ao processo eleitoral”.

A proposta da HNEC só veio após um comité parlamentar líbio ter afirmado, esta quarta-feira, que era “impossível” a realização das eleições presidenciais na sexta-feira, o que representa um duro golpe nos esforços internacionais para pôr fim a uma década de caos na Líbia.

“Tratou-se da primeira declaração oficial sobre a suspensão da votação presidencial, embora esta decisão fosse já esperada, tendo em conta os crescentes entraves e pedidos de adiamento”, escreve a Lusa.

As primeiras eleições “nacionais” após o acordo de reconciliação firmado em Outubro de 2020, sob patrocínio da ONU, deveriam ser o culminar de um processo diligente e difícil de pacificação do país, às quais se seguiriam as legislativas, marcadas para um mês depois.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos