O País – A verdade como notícia

47 Pessoas morrem em ataque no Burquina Faso

O Burquina Faso decretou três dias de luto nacional, a partir de hoje, na sequência do ataque que fez 47 mortos, na quarta-feira, incluindo 30 civis, 14 militares e três mercenários do exército, segundo um decreto oficial.

No documento, o Presidente, Roch Marc Christian Kaboré, determinou um período de luto nacional de 72 horas para prestar homenagem aos 47 mortos.

“Durante este período, as bandeiras serão hasteadas a meia haste em todos os edifícios públicos e nas representações do Burquina Faso no estrangeiro, estando proibidas as celebrações populares e os eventos recreativos”, pode ler-se no texto, citado pela agência France-Presse (AFP).

O ataque a uma caravana militar que escoltava civis ocorreu no município de Gorgadji, no norte do Burquina Faso, tendo feito ainda 19 feridos, indicou o Governo, escreve o Notícias ao Minuto.

Este é o terceiro ataque nos últimos 15 dias contra soldados envolvidos na luta contra o jihadismo no norte e noroeste do Burquina Faso.

Em 04 de Agosto, 30 pessoas, incluindo 15 soldados, 11 civis e quatro auxiliares do exército, foram mortas em ataques por presumíveis jihadistas no norte do Burquina Faso, perto da fronteira com o Níger.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos