O País – A verdade como notícia

100 Mil famílias passam fome em Manica

Cento e treze Mil famílias passam fome em Manica, devido à seca severa que afectou campanha agrícola passada. Para evitar a situação nas próximas épocas, o Instituto Nacional de Gestão Calamidades (INGC) está a incentivar as comunidades a apostarem em culturas resistentes à seca.

O INGC entende que as comunidades devem ser dotadas de conhecimentos para contornar a seca e inundações que têm afectado ciclicamente as comunidades daquele ponto do país. Teixeira Almeida, delegado do INGC, em Manica, diz que acção deverá contar com o apoio de extensionistas, que trabalharão em oito comunidades ao nível da província.

A comunidade promete responder positivamente ao desafio, o qual, além da aposta nas culturas resistentes à seca, deverá conservar os produtos da última campanha agrária.

Em Manica, os distritos de Guro, Tambara, Macossa, Machaze e Mossurize são os que têm sido ciclicamente afectados por fenómenos extremos, deixando a população carente de bens alimentares.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos