O País – A verdade como notícia

10 cruzamentos da cidade de Maputo com semáforos avariados

Há dez cruzamentos da cidade de Maputo com semáforos sem funcionar, há mais de três semanas, devido a roubo de cabos e restrições no fornecimento de energia. A Autarquia de Maputo estima que a reparação de apenas três cruzamentos com semáforos vandalizados custe cerca de 200 mil meticais.

A explicação é que alguns foram vandalizados e outros sofrem, quase sempre, restrições no fornecimento de energia. No cruzamento entre as avenidas de Angola e Joaquim Chissano, depois de uma viatura derrubar um semáforo, desconhecidos puxaram e roubaram um cabo de cerca de 30 metros.

O mesmo aconteceu na esquina entre as avenidas Joaquim Chissano e Acordos de Lusaka e 24 de Julho e Olof Palm. A razão é que os cabos são de cobre e têm grande valor comercial. Uma vandalização que, só nestes três pontos, causou à Autarquia de Maputo um prejuízo de cerca de 200 mil meticais. Já em outros sete pontos localizados ao longo das avenidas das FPLM, Estrada Circular de Maputo e Olof Palm não há energia para pôr nos semáforos a funcionar.

O Conselho Municipal diz que a vandalização de semáforos não é um problema de hoje e pondera trocar os cabos de cobre por alumínio, este último sem grande valor comercial.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos